Li no Kindle #38 "1 Milhão de Motivos Para Casar" @editorarecord

Quatro milhões de libras. Para Jessica Wild, este é um valor que ela nunca mesmo, em seus sonhos mais loucos, conseguiria ter. Porém, é mais ou menos o quanto ganha quando sua amiga Grace morre e a deixa como herdeira. O único obstáculo entre Jess e a fortuna é um detalhezinho no testamento: seu nome aparece como Sra. Jessica Milton.
A questão é que... bem... Grace sempre perguntava sobre a vida amorosa de Jess. Ela, por sua vez, descrente no amor e na felicidade conjugal, acabou inventando um namorado — que viria a se tornar seu marido — de mentira. O sortudo foi Anthony Milton, seu chefe. E agora Jess se vê em um beco sem saída: a única maneira de conseguir a herança é se casar com Anthony. Em cinquenta dias. E sem que ele saiba o verdadeiro motivo.
Jessica então terá de usar todas as manobras possíveis para conseguir o sucesso da nova empreitada: o Projeto Casamento.

1 Milhão de Motivos Para Casar 





1 Milhão de Motivos Para Casar
Jessica Wild # 1
Gemma Townley
Ano: 2015
Páginas: 392
Editora: Record 



Oie pessoal, tudo bem?

Quando vi esse lançamento da Editora Record, fiquei animadíssima! Achei a capa uma fofura e pela sinopse esperei por situações hilárias, mas não foi bem isso o que encontrei em suas páginas.

Jéssica é uma protagonista meio apagada. Isto devido à criação que recebeu da avó, que a criou após o falecimento de sua mãe. A “boa velhinha” incutiu na cabeça de Jéssica, que nenhum homem presta, que todos abandonam as mulheres e aqueles velhos jargões de pessoas amarguradas e desiludidas. Com todo esse ‘adubo’ mental, nossa protagonista tornou-se uma mulher que não quer comprometer-se em um casamento jamais.

A ‘doce’ avó está internada em casa de idosos e Jéssica sempre vai visitá-la, nesse interim conhece uma senhora bem agradável, Grace. Com o desenrolar da amizade das duas, algo torna-se fixo: o interesse de Grace pela vida amorosa de Jéssica.

Em uma das visitas, Grace está bem doente. Jéssica pensa que se disser que foi convidada para um encontro, a romântica Grace irá melhorar. Só que Grace não se conforma só em saber que a amiga vai sair, mas quer todos os detalhes, inclusive o nome do rapaz. Como Jéssica foi pega de surpresa em sua mentira, diz o primeiro nome que veio a sua mente: Anthony Milton, seu chefe.

Como uma mentira por si só não se sustenta, Jéssica cria uma teia para mantê-la e por fim, anuncia seu casamento com Anthony, que nem presta atenção em Jéssica no escritório. Só que a mesma não imaginava que isso tudo seria posto à prova muito em breve.

Grace falece e Jéssica recebe a visita de seu advogado com a notícia que a Sra Milton, herdou 4 milhões de libras, devido ao testamento de Grace. Jéssica fica boquiaberta, mas depois cai a ficha, ela não é “Sra Milton” é Jéssica Wild e só poderá por a mão na grana se conseguir mudar seu nome em menos de 50 dias.

Sua melhor amiga Helen, ao saber de tudo, bola o “Projeto Casamento". E faz de tudo para animar Jéssica na direção do altar com Anthony.

Bem, a protagonista é muito apática. Tudo bem que a autora quis justificá-la com a criação da avó, mas durante toda a trama Jéssica é meio que uma marionete. Não faz nada por conta própria, ou melhor, faz sim: queixar-se da vida.

As demais personagens são bem insípidas também. Citarei algumas: O “galã” Anthony, o casal Ivana e Sean, que são contratados para dar uma “sacudida” na personalidade de Jéssica e o sócio de Anthony, Max. Ressalva apenas para a melhor amiga, alguns poderiam nem existir na trama que não teria diferença.


O livro cumpriu seu papel de entreter, mas esperava muito mais. Por ser um chick lit britânico, onde as situações são mais ácidas, inteligentes e realistas, a trama deixou a desejar. Houve uma leve mudança em Jéssica, mas para mim não foi satisfatória.

Com todo esse enredo, espera-se que as situações mais mirabolantes ocorram para que Jéssica conquiste seu chefe bonitão e enfim herde a bolada, não é mesmo? Mas a trama foi se desenvolvendo de forma morna, linear sem nenhum ápice.

Alguns dias após o término da leitura, tomei o conhecimento que trata-se de uma trilogia e talvez, por isto a trama tenha sido mais morna. Esperemos os próximos capítulos da vida de Jéssica - Wild ou Milton?- só lendo para descobrir, rs. 



7 comentários:

  1. E aonde uma mentira pode levar uma pessoa e suas consequências eu não vejo como ela pode se casar em 50 dias um desafio a se provar e ver .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os mentirosos têm suas facetas, Hélio, rsrs.

      Excluir
  2. tenho este livro aqui em casam comprei recentemente e ainda não puder dar a devida atenção
    felicidadeemlivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi Gladys!
    Ahhh sério que o livro é mediano? Eu esperava mais da trama...
    Bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também Carlinha... poderia ser melhor, bjs!

      Excluir
  4. Gladys!
    Isso que dá mentir.
    Jéssica se meteu em uma enrascada, hein?
    Acredito que dá para dar boas risadas com toda atrapalhada.
    “Temos a arte para não morrer da verdade.”(Friedrich Nietzsche)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participem do nosso Top Comentarista, serão 3 ganhadores!

    ResponderExcluir

© Cantinho da Gladys - 2012. Todos os direitos reservados.
Criado por: Ana Zuky.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo