Pra começar a semana bem...



Leia Mais ► ► ►

Cantinho do Leitor #8


Oie galerinha, todos bem?

Vamos conhecer os últimos sortudos que ganharam promoções aqui no blog?
Leia Mais ► ► ►

Cantinho dos Quotes #4 @editoraarqueiro)

Como tantos casais, Michael e Jolene não resistiram às pressões do dia a dia e agora estão vendo seu relacionamento de doze anos desmoronar. Alheio à vida familiar, Michael está sempre mergulhado no trabalho, não dá atenção às duas filhas e não faz a mínima questão de apoiar a carreira militar da esposa. Então Jolene é convocada para a guerra.
Ela sabe que tem um dever a cumprir e, mesmo angustiada por se afastar de casa, deixa para o marido a missão de cuidar das meninas e segue para o Iraque. Essa experiência mudará para sempre a vida de toda a família, de uma forma que ninguém poderia prever.
No front, Jolene depara com a dura realidade e precisa, mais do que nunca, recorrer à sua força e inteligência para se tornar uma heroína em meio ao caos. Em suas mensagens para casa, ela retrata um mundo cor-de-rosa, minimizando os horrores que vivencia com o objetivo de proteger todos do sofrimento.
Mas toda guerra tem um preço, e ela acaba se vendo protagonista de uma tragédia. Agora Michael precisa encarar seus medos mais profundos e travar uma batalha em nome da família.



Quando Você Voltar



Oie galerinha, tudo bem?

Uma leitura tão profunda como esta, merece um Cantinho dos Quotes. Confira a resenha aqui.
Espero que gostem dos trechos selecionados, =D

“Quando se promete algo para alguém, temos que cumprir. Isso é honra, e a honra e o amor são o que mais importam.”

“Estar sozinho era diferente de estar separado, muito diferente.”

“É um crime o tratamento negligente do Departamento de Veteranos dado aos soldados que voltam do Iraque.”

“Ninguém volta o mesmo de uma guerra.”

“Nós somos o que fazemos e dizemos, não o que desejamos fazer.”


Leia Mais ► ► ►

Li no Kindle #30 "Quando você voltar" (@editoraarqueiro)


Como tantos casais, Michael e Jolene não resistiram às pressões do dia a dia e agora estão vendo seu relacionamento de doze anos desmoronar. Alheio à vida familiar, Michael está sempre mergulhado no trabalho, não dá atenção às duas filhas e não faz a mínima questão de apoiar a carreira militar da esposa. Então Jolene é convocada para a guerra.
Ela sabe que tem um dever a cumprir e, mesmo angustiada por se afastar de casa, deixa para o marido a missão de cuidar das meninas e segue para o Iraque. Essa experiência mudará para sempre a vida de toda a família, de uma forma que ninguém poderia prever.
No front, Jolene depara com a dura realidade e precisa, mais do que nunca, recorrer à sua força e inteligência para se tornar uma heroína em meio ao caos. Em suas mensagens para casa, ela retrata um mundo cor-de-rosa, minimizando os horrores que vivencia com o objetivo de proteger todos do sofrimento.
Mas toda guerra tem um preço, e ela acaba se vendo protagonista de uma tragédia. Agora Michael precisa encarar seus medos mais profundos e travar uma batalha em nome da família.



Quando Você Voltar



Quando Você Voltar
Kristin Hannah
Ano: 2013
Páginas: 338
Editora: Arqueiro






Oie pessoal, tudo bem?

Jolene teve uma infância muito sofrida. Seus pais eram instáveis e ela se viu tendo que encarar o mundo muito cedo. Diante da sua cruel realidade, Jolene, criou uma couraça em seu coração, não se permitindo demonstrar suas fraquezas para ninguém.

Nos dias atuais é uma militar e piloto de helicóptero, casada com Michael e mãe de 2 meninas: Betsy de 12 anos e Lulu de 2 anos. Na sua rotina diária cuida das filhas, da casa e treina algumas horas por dia, já que está na reserva.

A vida conjugal não vai bem. Michael não entende e nem apoia a carreira militar de Jolene, sente-se deslocado entre os amigos da esposa e nem se esforça para conhecê-los. Betsy é uma pré adolescente muito chata e desconta suas frustrações na mãe. Em meio a esse pequeno caos, chega o tão temido dia: a convocação de Jolene para a guerra do Iraque.

Jolene acredita na honra e no dever para com o seu país, então aceita a convocação sem pestanejar. Terá que passar 1 ano no Iraque e já planejou para quando voltar ajudar Betsy nas crises existenciais, cuidar de Lulu e reerguer seu casamento.

Mas os horrores da guerra, só sabe quem os vivenciou... não é tão simples assim retornar para a rotina, após viver e presenciar atrocidades.

Jolene foi para o front ao lado de sua melhor amiga, Tami. Ambas escondem de seus familiares o choque que é enfrentar a guerra. Mandam e-mails superficiais, fotos com sorrisos amplos e filtram ao máximo as informações compartilhadas com os mesmos.

Michael que sempre foi alheio à criação das filhas, se vê atordoado diante da organização que Jolene conseguia fazer com as meninas e a casa. Consegue visualizar a grande esposa que tem e arrepende-se das palavras que disse na última discussão que tiveram. Mas talvez seja tarde demais, pois Jolene volta pra casa, ferida no corpo e na alma.

Jolene travou sua batalha no Iraque, ao voltar para casa será a vez de Michael entrar no front e lutar por sua família. 


“Quando você voltar” é um livro emocionante, profundo e verdadeiro. As questões levantadas no mesmo são bem contextualizadas com a realidade que vivemos. Qual casal, em algum momento, não sofre uma crise? Ou tem que enfrentar os exageros dos filhos adolescentes? E os militares, que sofrem durante e após o período que passam no campo de batalha?

A escrita da Kristin é super elogiada e com certeza com méritos. Me emocionei muito durante a leitura, não cheguei às lágrimas, mas se você é fácil pra chorar, prepara os lencinhos ao ler este lindo e profundo livro.

P.S.: Livro sorteado para o TBR Book Jar de abril, e-book.


Quotes:

 “Os civis não entendiam, talvez não conseguissem, mas um soldado não fugia quando era necessário. Mesmo que tivesse medo, mesmo que suas filhas precisassem dela. Era hora de Jolene retribuir ao Exército, servir a seu país.”

“- Todo casamento tem períodos difíceis. Às vezes, você precisa brigar pelo seu amor. É o único jeito de melhorar as coisas.”

“Ela é mãe. Seu instinto é proteger.”

 

Leia Mais ► ► ►

Pra começar a semana bem...

 


Leia Mais ► ► ►

Resenha #46 "Mitford"

Em Mitford é fácil sentir-se em casa. Nestas colinas altas e verdejantes, o ar é puro, o vilarejo é charmoso e as pessoas, encantadoras. Inesperadamente, o Reverendo Tim, um reitor solteiro e querido na cidade, vê sua vida se transformar num piscar de olhos. É perseguido por um cão, do tamanho de um sofá, que aparece e não vai mais embora. Conhece uma vizinha atraente, que abre um caminho até o seu coração. Torna-se responsável por um garoto rebelde, mas adorável. Surpreende-se com um ladrão de jóias. Descobre um segredo com mais de sessenta anos. Em pouco tempo, o Reverendo tem, em suas mãos, muito mais do que pedira. E, para os leitores, sobra uma saborosa comédia provinciana repleta de mistérios e milagres.


Mitford





Mitford
Jan Karon
Ano: 2002
Páginas: 567
Editora: Leganto




Oie pessoal, tudo bem?

Acredito que este livro seja desconhecido de muitas pessoas, é uma leitura que costumo chamar de “fora do mercado” ou “não comercial”. São livros que não se vê resenhas por aí, ou quando tem, são bem escassas, coisa rara de se achar, rs.

Pois bem, eu não o conhecia até ano passado ou retrasado, não lembro ao certo a data, quando o troquei no skoob. Já tinha feito umas trocas com uma skoober e ao ‘fuçar’ sua estante descobri essa raridade. Me refiro ao livro assim, pois é algo inédito encontrar-se um protagonista sexagenário e que seja um religioso.

Para ler Mitford, o leitor precisa ter em mente a típica vida americana interiorana. Caso contrário não conseguirá entender a delicadeza da obra. Como já assisti muitas séries americanas antigas, não tive problema algum. Pelo contrário, até me fez lembrar da série Os Pioneiros, pela simplicidade da vida e da série Dr. Quinn, por causa do reverendo Tim. Depois que descobri o canal TCM, fico vendo as antiguidades com minha mãe, algumas séries nem tinha nascido ainda, rsrsrs.

Voltando para a trama... O protagonista é um reitor anglicano que vive para sua comunidade e paroquianos. É interessante como a autora soube delinear o seu enredo sem torná-lo enfadonho para ninguém, pois sei que muitos torcerão o nariz ao saber que o protagonista é um reverendo.

Tim, é um homem de fé, mas não deixa sua humanidade de lado. A autora não o criou como sendo o supra sumo da santidade, mas um homem comum, que busca viver conforme as suas crenças pessoais no seu laborioso dia a dia. Ele é o reitor, tem obrigações eclesiásticas e sociais. Encontra de forma inusitada um bichinho de estimação, descobre uma enfermidade, vira ‘pai’ adotivo de um garoto complicado e ainda consegue se apaixonar na terceira idade... entre muitas outras coisas que acontecem na vida de Tim!

Em suma, Mitford, é uma leitura leve, descontraída, permeada por citações Bíblicas e um leve humor. Um livro que aquece o coração e nos faz ver a beleza da vida em sua simplicidade.

Após a troca percebi que é uma série, rsrs. Informação importante e que deixei escapar. É composta por 9 livros, sendo que 2 não foram lançados por aqui, pra variar...affs. Adquiri os 7 volumes e pretendo lê-los com calma, sem pressa, pois assim é a vida em Mitford.

Clicando aqui você conhecerá todos os títulos da série e aqui o face da autora, que achei bem simpática.

P.S.: Livro sorteado para o TBR Book Jar de maio.



Leia Mais ► ► ►

Cantinho das Capas #22

A loja de tecidos preferida de Linda Davis é o lugar em que as mulheres se encontram para compartilhar suas criações: colchas de casamento, colchas para bebês, colchas de comemoração. Cada qual costurada com muitos sonhos, esperanças e suspiros. Agora, a única filha de Linda se prepara para entrar na faculdade, deixando- a confusa com tantas emoções. De um lado, a felicidade por Molly ter crescido. De outro, uma pontada de angústia por vê-la partir. Qual será o papel de Linda quando ela não for mais necessária como mãe? Ao viajarem juntas para fazer a mudança de Molly, Linda prepara uma colcha com os retalhos de roupas que ela guardou de sua menina. A barra do vestido de batizado, um enfeite de fantasia. Ao unir cada pedacinho, ela descobre que lembranças podem ser costuradas de modo a manter ambas, mãe e filha, com o coração aquecido por muito tempo…


Oie galerinha, todos bem?

Normalmente faço esta coluna, com os meus "desejados", mas decidi mudar um pouco e escolhi um livro que li recentemente e gostei muito: A Colcha da Despedida.

É difícil não gostar da escrita da Susan Wiggs, é uma das minhas autoras, que escreve contemporâneos, favorita.

Como temos na sinopse, é uma trama sobre a delicada relação entre mãe e filha.

Posso afirmar que a capa original é a mais adequada à trama. Pois o quilt, que é um tipo de colcha, é feito com vários tecidos bordados, mas não é como uma colcha de retalhos comum, mas sim algo mais elaborado. Tudo que é bordado no quilt, tem um significado. Cada bordado remete a algo da vida da pessoa que irá ganhá-lo.
Gostei desse tom lilás, passa uma sensação de meiguice e um pouco de melancolia também.

A nossa capa tem uma certa singeleza com essa criança correndo, talvez quiseram enfatizar que toda criança toma seu rumo quando cresce e sai da casa dos pais, mas definitivamente a original encaixa-se perfeitamente em minha opinião.

E vocês o que acharam? Fiquem atentos que em breve sai a resenha.




Leia Mais ► ► ►

Li no Kindle #29 "Amigas para Sempre"


O que seria de Emma Rogers sem suas amigas do Clube da Amizade? Quando adolescentes, elas apoiaram seus sonhos mais ambiciosos. Uma década depois, Emma volta para casa e tem que lidar com os percalços de ser mãe solteira e uma das melhores advogadas do país. E Cassie, Karen, Gina e Lauren vão ao seu encontro. Mas por que insistem para Emma
ver Ford Hamilton com outros olhos? Como se ter a própria filhinha encantada pelo deslumbrante e insuportável jornalista já não fosse o suficiente, para piorar,
o coração de Emma está seriamente tentado pela oferta de Ford de continuarem discutindo por toda a vida... juntos!

Amigas para Sempre 

Amigas para Sempre
(Primeiros Sucessos 47)
Sherryl Woods
Ano: 2014
Páginas: 256
Editora: Harlequin Brasil








Oie pessoal, tudo bem?

O tema do Desafio 2015 do mês de abril foi amizade. A principio tinha escolhido outro e-book, mas infelizmente o mesmo sumiu do meu pc, não sei se o apaguei acidentalmente, enfim, perdi o livro escolhido e tive que escolher um substituto. Por fim, escolhi este que já tem o tema no título. Será que gostei? Confira a resenha, =D

Quando as amigas Emma, Karen, Gina, Lauren e Cassie eram adolescentes, resolveram fundar o Clube da Amizade, na cidade que residiam em Winding River. Como é de costume, cada qual seguiu seu rumo na vida adulta e algumas se afastaram.

Foi o caso de Emma que se casou após a faculdade. Mas o casamento não foi duradouro e atualmente encontra-se divorciada e com a guarda de Caitlyn, sua filha de seis anos.

Nos Estados Unidos é comum fazerem reuniões para encontro de ex-alunos, após x anos de formados no ensino médio ou faculdade. Emma recebeu o convite para um desses encontros, e terá não só a oportunidade de rever os antigos colegas do ensino médio, mas seus pais, amigos e familiares que ainda residem em sua cidade natal.

Emma vivia uma vida muito agitada, mergulhava à fundo no trabalho e mal tinha tempo para curtir sua filha pequena, que dirá viajar quilômetros para rever pessoas queridas do seu passado, apesar da importância das mesmas em sua vida.

Durante a festa, Emma conheceu o novo proprietário do jornal local, Ford Hamilton. Mas do encontro casual, saíram farpas para todos os lados, pois Emma detesta todo e qualquer jornalista. Essa aversão declarada, deixou Ford com as ‘orelhas em pé’, afinal qualquer jornalista que se preze quer descobrir todos os fatos e chegar ao xis da questão.

A festa transcorria bem, até uma antiga colega de Emma, Sue Ellen ter uma discussão feia com o marido Donny. É de conhecimento público que Sue sofre agressões físicas recorrentes do marido, mas a mesma nega veementemente e ninguém pode fazer nada para ajudá-la.

Alguns dias após a festa Donny aparece morto e todas as acusações recaem sobre a esposa. A pedido do xerife local, Emma passa a defender Suel Ellen, como sua advogada e começa seu relacionamento conflituoso com a imprensa, leia-se Ford Hamilton.

Bem, eu imaginava que a trama fosse ser desenrolada entre as 5 amigas, ledo engano! A trama é apenas sobre Emma, as amigas são apenas coadjuvantes coitadas...

A questão da violência doméstica é abordada de forma interessante, mas ainda achei superficial. Apesar da autora sair um pouco da linha agressão física e explorar, também, a violência emocional, que muitas mulheres sofrem diariamente.

É um livro curto, que cumpre seu papel de entreter, não espere fortes emoções, nem reviravoltas.




Leia Mais ► ► ►

Pra começar a semana bem...



Leia Mais ► ► ►

Correio #12



Oie, como estão?

Vamos conhecer os livrinhos que chegaram por aqui???
Leia Mais ► ► ►

Resumo Maio/15



Olá galerinha, tudo bem?

Vamos conhecer as leituras do mês de maio?
Leia Mais ► ► ►

Próximas Leituras #6


Oie galera, todos bem?

Querem saber quais livros selecionei para cumprir os Desafios Literários deste mês?
Leia Mais ► ► ►

LI no Kindle #28 "O Guardião" (@editoraarqueiro)


Quarenta dias após a morte de seu marido, Julie Barenson recebe uma encomenda deixada por ele. Dentro da caixa, encontra um filhote de cachorro dinamarquês e um bilhete no qual Jim promete que sempre cuidará dela.
Quatro anos mais tarde, Julie já não pode depender apenas da companhia do fiel Singer, o filhotinho que se tornou um cachorro enorme e estabanado.
Depois de tanto sofrimento, ela enfim está pronta para voltar a amar, mas seus primeiros encontros não são nada promissores. Até que surge Richard Franklin, um belo e sofisticado engenheiro que a trata como rainha.
Julie está animada como havia muito tempo não sentia, mas, por alguma razão, não consegue compartilhar isso com Mike Harris, seu melhor amigo. Ele, por sua vez, é incapaz de esconder o ciúme que sente dela.
Quando percebe que o desconforto diante de Mike é causado por um sentimento mais forte que a amizade, Julie se vê dividida entre esses dois homens, ela tem que tomar uma decisão. Só que não pode imaginar que, em vez de lhe trazer felicidade, essa escolha colocará sua vida em perigo.
O Guardião contém tudo o que os leitores esperam de um romance de Nicholas Sparks, mas dessa vez ele se reinventa e acrescenta um novo ingrediente à trama: páginas e mais páginas de suspense.



O Guardião




O Guardião
Nicholas Sparks
Ano: 2013
Páginas: 344
Editora: Arqueiro







Oie pessoal, tudo bem?

Julie Barenson é uma viúva de 25 anos que ainda no período mais doloroso do luto, recebe um presente póstumo do seu falecido marido: um filhote de dinamarquês. Após quatro longos anos, Julie decide recomeçar sua vida e tenta conhecer um pretendente e reconstruir sua vida amorosa.

Em meio às tentativas, Julie conhece Richard, que demonstra ser um candidato promissor a futuro namorado. Só que as aparências enganam, não é verdade? Apesar de todo esforço e pressão de Richard, o namoro não vinga e Julie começa a olhar para Mike, super amigo do falecido, com outros olhos.

Julie trabalha em um salão de beleza e não percebe a inveja que Andrea, sua colega de trabalho, sente de sua vida e do seu curto relacionamento com Richard. E não perde a oportunidade de se insinuar para o mesmo.

É claro que Richard não aceita bem o término e começa a perseguir Julie de todas as formas. O autor criou várias situações tensas no desenrolar do enredo, criando uma atmosfera de suspense crível.

Para quem está acostumado aos enredos do Nicolas, O Guardião foge completamente da sua bem sucedida fórmula, que leva muitos leitores às lágrimas.

Gostei dessa outra faceta do Nicolas. Seria interessante se o mesmo escrevesse outros livros nessa vertente do suspense light, afinal não chega a ser um thriller. 

Detalhe especial para o Singer, pois o autor o criou como um cachorro bem especial e características peculiares, rsrs.

E vocês já leram? Concordam ou discordam da minha opinião?



P.S.: Leitura feita para o Desafio das Capas e Desafio 2015: Título Iniciado com a Primeira Letra do seu nome.


Leia Mais ► ► ►
© Cantinho da Gladys - 2012. Todos os direitos reservados.
Criado por: Ana Zuky.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo