Cantinho do Leitor #11 + Informação


Oie pessoal, todos bem?

Vamos a mais uma prestação de contas.
Leia Mais ► ► ►

Resultado Promoção "Vamos de Férias"




Vamos conhecer o (a) sortudo (a)?
Leia Mais ► ► ►

Degustação @editoraarqueiro - Conheça "No Seu Olhar" de Nicolas Sparks

Filha de imigrantes mexicanos, Maria Sanchez é uma advogada inteligente, bonita e bem-sucedida que aprendeu cedo o valor do trabalho duro e de uma rotina regrada. Porém um trauma a faz questionar tudo em que acreditava e voltar para sua cidade natal, a pequena Wilmington.

A cidade também é o lugar que Colin Hancock escolheu para se dar uma segunda chance. Apesar de jovem, ele sofreu mais violência e abandono do que a maioria das pessoas. Também cometeu sua parcela de erro e magoou mais gente do que gostaria. Agora está determinado a mudar de vida, tornar-se professor e dar às crianças o carinho e a atenção que ele próprio não teve.

Colin e Maria não foram feitos um para o outro, mas um encontro casual durante uma tempestade mudará o rumo de suas histórias. Ao confrontar as diferenças entre os dois, eles questionarão as próprias convicções. E ao enxergar além das aparências, redescobrirão a capacidade de amar.

Porém, nessa frágil busca por um recomeço, o relacionamento deles é ameaçado por uma série de incidentes suspeitos que reaviva antigos sofrimentos. E quando um perigo real começa a se impor, Colin e Maria precisam lutar para que o amor sobreviva.

Com uma trama madura e repleta de emoções e de suspense,No seu olhar mostra que o amor às vezes é forjado em crises que ameaçam nos destruir e que o primeiro passo para a felicidade é acreditar em quem podemos ser.

 

"Nicholas Sparks nos leva a uma montanha-russa de emoções, que vai de uma história de amor sensível e tocante à adrenalina de um thriller policial.” – The Salt Lake Tribune

Um enredo perfeito para Hollywood.” – Stylist

É impossível não amar os personagens de Nicholas Sparks. A relação entre Colin e Maria é única não apenas por causa de suas personalidades, mas por suas diferenças culturais.” – Examiner.com

Leia um trecho aqui.
Leia Mais ► ► ►

[Resenha] O Rouxinol @editoraarqueiro


França, 1939: No pequeno vilarejo de Carriveau, Vianne Mauriac se despede do marido, que ruma para o fronte. Ela não acredita que os nazistas invadirão o país, mas logo chegam hordas de soldados em marcha, caravanas de caminhões e tanques, aviões que escurecem os céus e despejam bombas sobre inocentes.
Quando o país é tomado, um oficial das tropas de Hitler requisita a casa de Vianne, e ela e a filha são forçadas a conviver com o inimigo ou perder tudo. De repente, todos os seus movimentos passam a ser vigiados e Vianne é obrigada a fazer escolhas impossíveis, uma após a outra, e colaborar com os invasores para manter sua família viva.
Isabelle, irmã de Vianne, é uma garota contestadora que leva a vida com o furor e a paixão típicos da juventude. Enquanto milhares de parisienses fogem dos terrores da guerra, ela se apaixona por um guerrilheiro e decide se juntar à Resistência, arriscando a vida para salvar os outros e libertar seu país.
Seguindo a trajetória dessas duas grandes mulheres e revelando um lado esquecido da História, O Rouxinol é uma narrativa sensível que celebra o espírito humano e a força das mulheres que travaram batalhas diárias longe do fronte.
Separadas pelas circunstâncias, divergentes em seus ideais e distanciadas por suas experiências, as duas irmãs têm um tortuoso destino em comum: proteger aqueles que amam em meio à devastação da guerra – e talvez pagar um preço inimaginável por seus atos de heroísmo.


O Rouxinol



O Rouxinol
Kristin Hannah
Ano: 2015
Páginas: 432

Editora: Arqueiro






Já conheço a escrita da Kristin Hannah por ter lido e resenhado dois livros seus: "Lembranças de Nós Dois" e "Quando Você Voltar" (clique nos títulos para conferir as resenhas). Ambos com uma carga emocional dramática que levam o leitor a emocionar-se em muitos momentos. É bastante comum ler-se comentários de leitores que foram às lágrimas lendo alguma de suas obras. Então já fui bem preparada para o que encontraria nas páginas d’O Rouxinol, mas mesmo assim fui surpreendida com a narrativa poética da Hannah.
Leia Mais ► ► ►

[Resenha] Três Semanas Com Meu Irmão @editoraarqueiro



Em janeiro de 2003, Nicholas Sparks e seu irmão, Micah, partiram em uma viagem de três semanas pelo mundo para representar um marco em suas vidas, pois, aos 37 e 38 anos respectivamente, eles eram os únicos membros sobreviventes de sua família. Com as maravilhas do mundo como pano de fundo e muitas vezes dominados por seus sentimentos, o intrépido Micah e o introspectivo Nicholas relembram as aventuras e traquinagens de sua infância e as tragédias que testaram sua fé. Durante esse processo, ambos aprenderam verdades surpreendentes sobre a perda, o amor e a esperança. Narrado com irrepreensível humor e rara sensibilidade – e incluindo fotos pessoais –, Três semanas com meu irmão é um lembrete para abraçarmos a vida com todas as suas incertezas e, acima de tudo, valorizar os tempos felizes e as pessoas maravilhosas que os tornam possíveis.

Três Semanas Com Meu Irmão



Três Semanas Com Meu Irmão
Uma História Real
Nicholas Sparks e Micah Sparks
Ano: 2015
Páginas: 320
Editora: Arqueiro





Gosto de livros baseados em fatos reais e por isso fiquei curiosa para ler “Três Semanas com Meu Irmão”.

Já li alguns livros do Nicolas e vocês puderam conferir minha opinião aqui no blog, já conheço sua fórmula de sucesso, suas tramas recheadas de dramas e romance. Mas não esperava encontrar tantas situações dramáticas na vida do mesmo.

Para começar, Nicolas me surpreendeu na forma que fez a narrativa dessa trama. Ele mesclou nos capítulos momentos da viagem que fez com seu irmão Micah, entre janeiro e fevereiro de 2013, com memórias do seu passado familiar. É através dessas memórias que conhecemos a essência do verdadeiro Nicolas, não a imagem que têm-se do autor aclamado há anos.

Nicolas estava vivendo, em 2012, um período bem turbulento em sua vida pessoal, e em sua caixa de correio chegou o panfleto de uma viagem bem inusitada que se daria em vários lugares exóticos, tais como: Guatemala, Polinésia e etc.

Sendo um pai de 5 filhos e com o prazo apertado para entregar um novo livro seria impossível largar tudo e aproveitar esse momento. Mas a esposa de Nicolas o incentivou para viver a aventura ao lado do seu grande amigo e irmão, Micah.

A cada capítulo o autor nos presenteia com informações do local, sua história e cultura e, também, fala de suas memórias. Devo confessar que foi a parte que mais gostei. É muito bom saber de outras culturas e lugares que provavelmente não irei conhecer pessoalmente, até por ter alguns que não me interessam mesmo, mas conhecer a história da vida de Nicolas antes de ser o notável escritor que é hoje, é muito, muito interessante.

Como o bom escritor que é, Nicolas, descreveu com riqueza de detalhes sua infância pobre ao lado dos pais e irmãos. Seu pai era professor e como aqui, por lá o salário dessa categoria não era dos melhores, por isso sua mãe levou anos trabalhando fora para ajudar a compor a renda familiar.

Nicolas é o filho do meio, então sempre ficava à margem do irmão mais velho, audaz e aventureiro e da irmã caçula, meiga e gentil.

Algo que não pensei que fosse encontrar nessa leitura, foi o humor. Existem cenas engraçadas, principalmente da infância do Nicolas e das suas aventuras com os irmãos. Mas tão inusitado como as cenas divertidas, foram os momentos tristes. Agora posso entender a razão dos livros do Nicolas sempre terem alguma tragédia no final. Como o próprio salienta em um momento da narrativa: sempre existe um porém, nada é 100%.

Existem tantas outras coisas que gostaria de citar, mas aí qual seria a sua surpresa ao ler essa obra? Leia e divirta-se, mas sobretudo esteja preparado para emocionar-se.

Leia Mais ► ► ►

Comunicado






Olá pessoal, todos bem?
Leia Mais ► ► ►

Pra começar a semana bem...


Leia Mais ► ► ►
© Cantinho da Gladys - 2012. Todos os direitos reservados.
Criado por: Ana Zuky.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo